22 de agosto de 2012

| Um Alarme

Considerando o fato de que estou perdido, e Perdido é que Eu me acho... Devo levar em conta o fato de a 1 ano estar de volta a casa dos meus pais, não por opção, mais necessidade... Desde agosto do ano passado estou de volta devido a algo que Eu Nunca imaginei sofrer, passar ou ter, Depressão!

Na época pedi socorro a eles, a palavra socorro deve ser frisada, por que pra mim esta foi a sensação, a sensação de estar sendo socorrido, Eu estava com Fobia a Luz, só saia de casa durante a noite, não me alimentava a dias, só bebia... fiquei 5 dias trancado no meu apartamento sem falar com ninguém... Neste dia, reuni as poucas forças que me restavam, E vim a casa de meus pais...

Claro que não foi assim tão facil, a Derrota emocional em que Eu me encontrava só deixava claro para o meu pai principalmente que o Meu "Estilo de Vida" só poderia terminar assim, e que se Eu continuasse Assim Morreria, Para ele Somente Cristo e a Igreja Iriam me Regenerar... Nessa primeira conversa ja deixei claro que Não vim pedir este tipo de ajuda, e que Isso para mim não iria funcionar, Mais um abismo se abira naquele momento entre nós, Minha mãe mais sensata Me apoiou na busca da psicóloga, Meu pai abominou a idéia, Mamãe encerrou a conversa dizendo que não enterraria um filho por falta de apoio ou divergências religiosas, que a tempos Eu não acreditava mais naquilo que eles criam, e que nem por isso ela me perderia novamente.

Os meses forão passando... Claro melhorei, Voltar pra casa, Rotina deles, Mudar de cidade, Explicar isso para os Amigos, foi tudo moroso demais, porém confortável, Sem gastos e maiores preocupações, Durante a semana durmo aqui, trabalho e nos finais de semana volto para minha cidade natal, Meu Local, meus amigos, Na casa de um ou outro venho me virando...

Hoje Meu pai, disse que  Quer Reformar o quarto em que estou, para que Eu possa me acomodar melhor, Um Alarme tocou aqui dentro... 1 ano, Até quando continuarei aqui? E se amanhã Eu resolver voltar pra minha vida? Morar Sozinho ou dividir algo com alguém? A partir do momento em que Eu deixar ele trocar Cama, Armários, Tv.... Ele ira me querer por quanto tempo aqui?

Não quero mais ficar preso aqui... Mais até que ponto Isso sera ingratidão minha?

Preciso definir, Ficar ou Partir? Qual a Minha estrutura Mental e Financeira, para Sair novamente de casa?

Definitivamente os próximos Meses tendem a ser tensos... 

11 comentários:

FOXX disse...

é, eu qria sair de casa tb, mas é impossível até eu ser financeiramente capaz disso. no seu caso, amigo, pensa com calma, vc ainda está no psicologo? conversa com ele, isso vai te ajudar bastante.

Edilson Cravo disse...

Acho que agora é momento de você ficar ao lado dos seus pais porque é um momento de tremenda necessidade emocional e psicológica, depois vocês conversam sobre você voltar a morar sozinho. Foque na sua melhora e aproveite o aconchego e carinho do lar dos seus pais.

Abraços, querido.

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

se vc não tem certeza q dá par se garantir segura a onda ... voltar é sempre muito pior ...

Fred disse...

Concordo com nosso oráculo Braccinão!
Na dúvida, fica.
Bjs!

Oceanmar disse...

meu querido. so agora vi seu post. queria muito te abracar carinhosamente nesse ano q passou. nao se agustie nem te cobre pela obrigacao de morar sozinho. quando voltar acontecer (e vai podes estar certo!), sera em outro momento pessoal. estaras mais maduro, menos impulsivo, mais forte e mais homem. a vida tem sua velocidade tu estas na melhor fase: dos furacoes, terremotos, tempestades, tudo q faz as coisas mudarem de lugar. ate os 32 vai ser assim. bj nesse sorisso apaixonante e nesse coracao q adoro!

Fred disse...

É fooorça na peruca, fio! E conte comigo! Hugz!

Cesinha disse...

Bem, eu sou daqueles que só dá um passo se tiver um chão bem firme à frente. Acho que isso responde o que eu penso sobre o que você escreveu. E, correndo o risco de ser taxado de careta... cuidado aí com certos exageros... bebidas, etc. Pronto, pode me xingar agora (kkkk)

Wellington Gabriel de Borba disse...

Sou filho único e moro com meus pais desde que nasci. Vejo outras pessoas com 23 anos não morando mais com os pais, mas sei que historicamente eu nunca fiz parte da média e acho conveniente ficar aqui. Saio de casa só quando for totalmente independente e tiver outra pessoa que me ofereça segurança para viver junto a ela. Prolema é que neste último caso eu tenho sido inseguro. Além do mais não serviria para morar sozinho, sinto falta das pessoas e as pessoas que me oferecem mais segurança são meus pais. No fundo temo a tal da depressão no dia que eu não puder mais ficar junto a eles e talvez eu me veja sozinho.

Peixos, me liga.

Fred disse...

Ihhhhhhh, meu filho... teu conselho chegou tarde... já misturei tudo que podia com tudo que não devia... mas sobrevivi! Já meu fígado... hahahahahahaha! Bjonas, pinguço-glamour!

O Rei do Drama disse...

meu querido, nós achamos o nosso caminho, se preocupe em dar um passo de cada vez. Seu pai fará qualquer coisa pra lhe ver melhor, independente de você passar um dia ou um ano a mais.
bjao

S.A.M disse...

Saudade do senhor!
Bom ver que as coisas andam de vento em, popa!

Depende de você colocar tudo numa balança e pésar os prós e contras: as vezes os contras podem pesar um pouquinho mais, mas no futuro a decisão por ora incerta pode ser a melhor pra nossa vida.

Beijo e boa tarde.